KATIA B – ALIVE

Viva, muito viva! É assim que a cantora e compositora Katia B está se mostrando durante a quarentena. Há seis semanas ela apresenta sua “Alive”, todos os domingos, às 17h, em seu perfil no Instagram @katiab.oficial. A primeira vez que Katia participou de uma live foi em maio, na homenagem do JB em Folhas a Moraes Moreira, um mês após o falecimento do artista. A Live in JB foi o primeiro teste de Katia B no formato, mas a cantora e compositora já vinha estudando e buscando soluções para garantir um som com qualidade técnica capaz de apresentar seu trabalho da melhor maneira possível. Com estúdio equipado em seu apartamento, Katia conta com a ajuda de seu filho Vicente, de 17 anos, que tem se revelado um cuidadoso produtor musical “em formação”. Para a artista, o mais importante é criar um ambiente adequado, que garanta as diversas camadas sonoras de sua obra.

– A quarentena está me dando a ótima oportunidade de me debruçar sobre minhas próprias músicas – admite Katia.

As Alives mostram as influências de Katia, seus ídolos e suas canções. Em suas “matinês” de domingo, como costuma chamar suas lives, a artista canta e toca violão, instrumento que aprendeu ainda na adolescência. Para completar, ela faz uso de bases pré-gravadas em algumas canções, como o piano de Antonio Saraiva em “Que horas não são?”. Na edição de 5 de julho, por exemplo, Katia festejou o lançamento de seu álbum “Espacial” (2007) nas plataformas digitais e conversou com o amigo Vitor Ramil, além de cantar músicas compostas por ele.

No plano pessoal, Katia sente “gratidão por poder ficar dentro de casa e morar numa área com uma floresta linda”. “A maneira pela qual as autoridades brasileiras estão lidando com a pandemia é aterrorizante e me angustia. Nesses momentos, acabo voltando a atenção para mim mesma”, reflete a artista, que há 20 anos mora no mesmo prédio do qual, atualmente, é síndica.

A produção das lives ocupam Katia, especialmente, de quinta a domingo, e, por isso, ela tenta concentrar as tarefas de casa no início da semana. Na cozinha – onde não faltam produtos da padaria Grano & Farina e alguns dos inúmeros ingredientes das Casas Pedro -, um prazer a mais é contar com a companhia do filho, que está curtindo ajudá-la no preparo das refeições quando não está em aula.

Com formação de bailarina, Katia sabe a importância de manter atividades físicas em sua rotina. Enquanto aguarda a retomada das aulas de Tai Chi Chuan do professor Mário Gusmão no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, ela segue as aulas de pilates on-line do Studio Mariana Lobato e recorre ao método Feldenkrais e às técnicas de alongamento de Cristina Heydt pelo Zoom, além de fazer pequenas caminhadas pelas ruas tranquilas de sua vizinhança.

*Foto: Lê Pagliaro e Branca Bronstein

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: