A CULPA NÃO É DE SÃO PEDRO

A chuva fez estrago de novo e, desta vez, não anunciaram o fim do verão, mas o início da primavera. Pelo que se viu nas fotos e vídeos enviados por moradores e leitores do JB em Folhas*, de nada adiantaram as obras de drenagem iniciadas no final de 2019 pela prefeitura no trecho da rua Jardim Botânico, entre o JBRJ e o Jockey Club. A previsão era concluir o trabalho em quatro meses, mas passaram-se mais de 10 e o problema não foi solucionado, apesar de duas pistas terem ficado interditadas até agosto. A situação só não foi pior neste período por conta da quarentena, que reduziu drasticamente a circulação de veículos na cidade.

O temporal começou na noite de segunda-feira e, na terça de manhã, além do trecho citado acima – que ficou intransitável –, alagou outros pontos da região, como as ruas Pacheco Leão, Professor Saldanha, Abelardo Lobo e as esquinas da JB com Maria Angélica e Eurico Cruz, cujas calçadas sempre desaparecem nessas ocasiões. A Avenida Borges de Medeiros, perto do Jockey e do clube Piraquê, ficou completamente alagada, e a única alternativa para os carros foi utilizar a pista da ciclovia da Lagoa. Para completar, uma árvore do Parque Lage caiu, interditando a rua Jardim Botânico nos dois sentidos na parte da tarde. Em dezembro de 2017, o JB em Folhas já havia alertado sobre o risco de queda desta árvore; porém, nada foi feito.

* Agradecimentos a Carla Nascimento, Cristina Rebelo, Fabrício Mota, Felipe Metz, Márcia Prado e Malu Gaspar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: