OS 80 ANOS DA PUC-RIO

A PUC-Rio acaba de completar 80 anos dedicados ao ensino, pesquisa e extensão, baseados no pluralismo e em debates democráticos. A universidade teve origem nas Faculdades Católicas e sua data de fundação corresponde à assinatura de um decreto pelo então Presidente da República, Getúlio Vargas, como conclusão de um longo processo envolvendo a Arquidiocese do Rio de Janeiro e a Companhia de Jesus.  O Cardeal Arcebispo D. Sebastião Leme (atualmente nome de um dos prédios do campus) confiou a criação de “uma Universidade Católica para o Brasil” à Companhia de Jesus, na época liderada pelo Padre Leonel Franca, primeiro reitor da PUC, que acabou virando nome da avenida que dá acesso à Autoestrada Lagoa-Barra, ponto final de várias linhas de ônibus que servem à universidade.

O terreno do atual campus foi comprado em 1950, com direito à benção de sua Pedra Fundamental pelo Papa Pio XII, durante uma visita de peregrinos da PUC ao Vaticano. A nova sede foi inaugurada em julho de 1955, sendo que o ginásio e o auditório seriam abertos apenas dois anos depois. Um dos destaques da imensa área verde (104 mil m2) era – e ainda é – o Solar Grandjean de Montigny (foto abaixo), que já estava ali. O arquiteto que dá nome à casa foi um dos integrantes da Missão Artística francesa e construiu ali sua residência de dois andares e perfil neoclássico, com varandas sustentadas por colunas e uma escadaria monumental na entrada. O Solar foi residência de Montigny até sua morte, tendo sido tombado pelo Iphan em 1938 e transformado em centro cultural da universidade em 1980. Além de exposições temporárias, a casa abriga o Projeto Portinari, criado há mais de 40 anos com o objetivo de preservar a memória e a obra do pintor Candido Portinari.

Já os dois prédios principais do campus foram projetados em estilo modernista e, ainda hoje, seus pilotis (foto acima) são o coração e a alma do campus da PUC-Rio. Locais de troca, confraternizações e – porque não dizer – de aprendizado, os pilotis foram cenários para inúmeras manifestações políticas, artísticas e culturais que extrapolaram os limites da universidade.

Apesar de ser uma universidade privada, a PUC-Rio é uma instituição filantrópica e sem fins lucrativos, com cerca de 35 a 40% de seus alunos beneficiados por algum tipo de bolsa de estudos, num universo de 15 mil estudantes, distribuídos por mais de 70 cursos de graduação e pós-graduação. As primeiras formações oferecidas pela universidade foram o Bacharelado em Direito e os cursos na Faculdade de Filosofia. Aos poucos, os domínios foram ampliados e a PUC-Rio tornou-se a primeira universidade brasileira a criar um departamento de informática; foi pioneira na implantação de programas de mestrado em educação, psicologia, design e outros no Brasil; e uma das primeiras instituições a demonstrar preocupação com o meio ambiente com semanas dedicadas ao tema e a criação do Núcleo Interdisciplinar de Meio Ambiente; além de abrigar o Instituto Gênesis, considerado uma das melhores incubadoras do país.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: