LIVE ABORDARÁ TRECHO DO TÚNEL AO PARQUE

Dando continuidade ao projeto JB em Folhas e Histórias, a segunda live reunirá o advogado e escavador de curiosidades sobre o Rio de Janeiro Gustavo Martins, a designer de biojoias Maria Oiticica e o artista plástico Xico Chaves. Os três são apaixonados pelo Jardim Botânico e moram no trecho que vai do túnel Rebouças ao Parque Lage. O. O evento acontece no canal do JB em Folhas no YouTube nesta quinta-feira, dia 4 de março, às 19h.

Esta e outras duas lives (realizadas em 25/2 e 11/3) farão parte de uma série de três programas, com 20 minutos cada, um projeto contemplado pelo prêmio Ações Locais, com recursos da Lei Federal Aldir Blanc. Além das lives mediadas pela editora Christina Martins, o conteúdo incluirá depoimentos de moradores e comerciantes antigos do bairro. O objetivo é criar um acervo histórico do Jardim Botânico.

Nesta segunda live JB em Folhas e Histórias, o foco será a região compreendida entre o túnel Rebouças e o Parque Lage. Apaixonado pelo Rio de Janeiro e suas histórias, Gustavo falará sobre a origem das ruas da região, como Professor Saldanha e Frei Leandro, que acabam de completar 97 anos.

O artista multifacetado Xico Chaves é outro convidado da live. Morador do Jardim Botânico há cerca de 40 anos, ele nunca se prendeu a uma única linguagem ou suporte físico para se expressar. Além de obras em importantes museus do país, Xico tem mais de 200 músicas gravadas por artistas como Nara Leão, Caetano Veloso e Elza Soares, tendo como parceiros Lenine, Antônio Adolfo e Jards Macalé, entre outros. Com esse último compôs “Selfie-se quem puder”, que marcou os 30 anos do Suvaco do Cristo, em 2015, bloco que ajudou a fundar. Um de seus projetos atuais é o efêmero “Caras-de-pau”, em que reúne folhas, pedras, sementes e outros resíduos encontrados pelo caminho para formar rostos-caricaturas naturais.

A terceira convidada é Maria Oiticica, cujo trabalho de transformação de sementes e fibras em bijuteria também sofre influência importante do local onde vive. O bairro faz parte de sua vida desde o final dos anos 1960, quando chegou de Manaus. Morou no mesmo prédio onde funcionava a redação do Pasquim, na rua Tasso Fragoso; foi vizinha da cantora Joyce Moreno, na Eurico Cruz; e, desde 2003, mora rua Alfredo Duarte, onde é vizinha da casa que abriga a reserva técnica do artista Helio Oiticica, seu cunhado. Com rica fauna e flora ao redor, Maria não pensa em se mudar: “É como morar no Rio sem estar no Rio”, observa.

LIVE JB EM FOLHAS E HISTÓRIAS
Quinta-feira, 4 de março, às 19h
Canal do JB em Folhas no YouTube

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: