DATA PARA LEMBRAR A URGÊNCIA AMBIENTAL

Criado pela ONU há quase 50 anos, o Dia Mundial do Meio Ambiente – comemorado em 5 de junho – continua precisando ser lembrado, especialmente no Brasil, onde as coisas parecem estar andando para trás. O tema este ano é a Restauração de Ecossistemas, incluindo ações para tornar as cidades mais verdes, com plantio de árvores e recuperação de jardins, limpeza de rios e costas, e até mudanças na alimentação. O objetivo é ajudar a manter o aquecimento global abaixo de dois graus e evitar a extinção de 60% das espécies previstas.

Outra meta traçada para a restauração de ecossistemas é contribuir para a realização de todos os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável até 2030, incluindo a eliminação da pobreza e da fome. Este é o foco do Padre Omar Raposo, da Paróquia de São José da Lagoa e Reitor do Santuário do Cristo Redentor. Responsável pela criação da Pastoral do Desenvolvimento Sustentável e grande incentivador de projetos como o Rodando com Tampinhas (foto), ele promove no sábado, dia 5/6, o Dia da Geral, um mutirão de limpeza com 90 ecopontos espalhados em toda a cidade do Rio de Janeiro, incluindo a Igreja de São José e o Jardim Botânico do Rio de Janeiro. A ideia é conscientizar a população sobre a necessidade de pensar em desenvolvimento sustentável. Quatrocentos voluntários cadastraram-se para coordenar a coleta de todo tipo de material reciclado, de papel e cabos a embalagens plásticas e de alumínio. De acordo com Thaiane Maciel, engenheira ambiental do Santuário, “basta levar os recicláveis limpos, a separação será feita por cooperativas, que receberão o material em sacos de ráfia feitos a partir de garrafas pet”. Após a triagem, os resíduos serão encaminhados para reciclagem, estimulando a economia circular. Além de homenagear o Dia Mundial do Meio Ambiente, a ação faz parte também da comemoração dos 90 anos do Cristo.

Moradora do Jardim Botânico desde 2004, Luciane Coutinho acredita que mesmo as pequenas mudanças são transformadoras. Ela é a idealizadora do festival LivMundi, que tem por trás todo um movimento de impacto socioambiental e foi realizado presencialmente três vezes (foto da primeira edição, na Praça do Jockey) e uma inteiramente on-line. Em 2021, a ideia é produzir um evento híbrido, mas a data, para ser definida, ainda depende de a população estar vacinada. Uma de suas frentes de trabalho atualmente é o projeto LivMundi Saber Lagos, que visa a preparar crianças de escolas públicas do entorno da Lagoa de Araruama para compreender o sistema geográfico, biológico, socioeconômico e cultural no qual estão inseridos, relacionando esse conhecimento aos ODS da ONU. A ideia surgiu antes da pandemia, teve uma apresentação prévia na edição 2020 do LivMundi e começou a ser executada a partir de maio deste ano. Até julho, serão realizadas 19 oficinas, com participação de 140 alunos de escolas de ensino Médio e Fundamental II das seis cidades que margeiam a Lagoa.

– É fundamental incentivar o senso de pertencimento e responsabilidade com o meio ambiente em ações locais, nas quais os jovens se percebem atuantes e capazes de fazer a diferença – explica Luciane.

O Ciclo Orgânico é outro exemplo que brotou na região. A empresa criou um sistema de coleta domiciliar semanal de lixo orgânico, que circula, de bicicleta, pela região. Os baldinhos com o material orgânico são levados para composteiras coletivas, e, no fim do mês, os participantes ficam sabendo quanto de resíduo foi recolhido, quantidade de composto foi gerado e quantas emissões de CO2 foram evitadas. Para completar o ciclo, as pessoas podem escolher entre receber adubo ou uma muda de tempero em casa, ou ainda doar o composto para um produtor orgânico. Em comemoração ao mês do meio ambiente, a empresa preparou 20h de conteúdo com palestras, debates e oficinas gratuitos, em suas redes sociais, além de sorteios de minhocário e dos serviços de coleta do Ciclo Orgânico.

Instituído em 1972, o Dia Mundial do Meio Ambiente promoveu uma mudança na maneira como as questões ambientais são vistas e tratadas no mundo. Desde então, é possível perceber uma maior conscientização da importância da preservação da natureza e dos recursos naturais, além dos impactos negativos provocados pelo consumo excessivo e desordenado. A mudança de paradigma impulsionou o surgimento de novas carreiras e formações.

Mas apesar de tudo isso fazer parte até do currículo escolar a partir da educação infantil, nem todo mundo aprendeu a lição. O ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles vem sendo acusado várias ações contra a causa que deveria defender, como a intenção de transformar o Museu do Meio Ambiente, situado no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, em hotel-boutique, em dezembro de 2020. A tentativa de “ir passando a boiada e mudando todo o regramento e simplificando normas [ambientais]”, como foi dito há mais de um ano, não foi adiante graças à mobilização popular e campanhas como “O Museu do Meio Ambiente é nosso”, lançada pelo JB em Folhas nas redes sociais (foto).

Um bom começo para se tornar um consumidor consciente é valorizar empresas responsáveis e evitar a compra de produtos e serviços que não se preocupam com a economia verde. Clique nos links abaixo e confira ideias e iniciativas sustentáveis, que respeitam o meio ambiente:

Ciclo Orgânico – Live in JB Plantando e Reciclando

CicloVivo – site de notícias especializado em temas relacionados à sustentabilidade

Comlurb manual e vídeo com o passo a passo ensinando a montar uma composteira.

Dia da Geral – Confira a lista dos locais de coleta.

Ecosia – ferramentas de busca na internet.

Favelivro – coleta livros para bibliotecas comunitárias.

Galpão das Artes Urbanas – Vídeo-oficinas para reaproveitar recicláveis

Horto Natureza – mutirões de limpeza organizados por Roberto Fonseca .

Light Recicla Humaitá – coleta de resíduos de metal, papel, vidro ou plástico e óleo de cozinha.

LivMundi – movimento e festival  de impacto socioambiental

Mão na Jaca – projeto de educação ambiental que aproveita todas as partes da fruta

Medicamentos – Descarte consciente

Menos 1 Lixo – copo retrátil, cursos e outras iniciativas

Minha Coleta – plataforma de coleta de recicláveis

Projeto de Educação Social e Pensamento Consciente – transforma óleo de cozinha em sabão

Reciclus – descarte correto de lâmpadas

Rio Eco Pets – coleta de tampinhas

Teiares – gestão, coleta e destinação de resíduos sólidos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: