PRESSÃO POR PARQUE SUSTENTÁVEL DA GÁVEA

A novela para a criação do Parque Sustentável da Gávea parece estar chegando ao fim. A luz no fim do túnel foi acesa com a retomada da pauta pela Câmara de Vereadores em 28/5, quando o projeto foi finalmente debatido. O terreno nobre, de 25 mil m2 na rua Marquês de São Vicente, onde funcionou o laboratório Moura Brasil, está abandonado há mais de 40 anos. Antes desta proposta, uma rede de supermercado popular e da PUC-Rio, que gostaria de implantar ali sua incubadora de empresas e um espaço tecnológico, mostraram interesse pelo endereço. Em 2014, uma lei instituiu o Parque Municipal Sustentável da Gávea, mas não houve dinheiro para a desapropriação do terreno. O projeto foi adaptado, em 2017, para um espaço público de propriedade privada, com construção de uma edificação que abrigue residências, comércio e serviços, com obrigação de implantar um parque aberto ao público e resguardar a área de preservação ambiental. Tal projeto foi encaminhado para a Câmara no ano seguinte e, desde então, aguardava ser posto em pauta para debate. Esta semana os vereadores poderão propor emendas, antes de votarem pela aprovação do projeto. Quem quiser pressionar por isso pode participar deste abaixo-assinado pela criação do Parque Sustentável da Gávea.

Um comentário em “PRESSÃO POR PARQUE SUSTENTÁVEL DA GÁVEA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: