DESMATAMENTO PREOCUPA MORADORES

O período prolongado de chuvas e os recentes desmoronamentos provocados por desmatamentos e movimentação irregular de terrenos em várias partes do país têm deixado os moradores da Fonte de Saudade em alerta. O problema data do século passado, mas a preocupação aumentou em 2021, quando o paredão verde que abraça a Lagoa Rodrigo de Freitas passou a ser ameaçado por projetos arquitetônicos e construções irregulares, da rua Casuarina (fotos), na Fonte da Saudade, até o entorno do Parque da Catacumba.

Em busca de uma solução efetiva para o problema, a Associação de Moradores da Fonte da Saudade entrou com um inquérito civil público no ano passado, pedindo a investigação da legalidade de empreendimentos imobiliários na área de proteção ambiental. Como não ainda não constituiu advogado para acompanhar o processo junto ao Ministério Público, não sabe se a prefeitura respondeu nem o que foi notificado.

– Em 1999, era possível encontrar placas de venda de terrenos em plena mata do que era o Parque Fonte da Saudade. A partir de 2019, moradores passaram a mandar vídeos de invasões noturnas e trabalho de topógrafos. No ano passado, a Amofonte foi surpreendida pela união dos parques José Guilherme Merquior e Fonte da Saudade à área do Parque da Catacumba, incluindo áreas que até então eram propriedades privadas. Isso vem provocando conflitos de toda a sorte, inclusive a retomada de ações de usucapião na região – observa Ana Campitelli, presidente da Amofonte, que, em dezembro, organizou uma passeata em defesa das áreas verdes do entorno da Lagoa Rodrigo de Freitas, denunciando o desmatamento ilegal do Cinturão Verde da Lagoa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: