LIVMUNDI PENSA O FUTURO, COM FOCO NO PRESENTE

Em sua quinta edição, o LivMundi está de volta ao Parque Lage no próximo final de semana, dias 11 e 12 de junho, das 9h às 20h, com atividades diversas para toda a família. Sob a coordenação geral de Luciane Coutinho, idealizadora do projeto, a programação do Festival de Vida Sustentável este ano é resultado da curadoria de seis mulheres e uma pessoa não-binária, jovens e engajadas no ativismo socioambiental, racial e de gênero. O tema proposto por Beatriz Carneiro (Rio de Janeiro, RJ), Estefane Galvão (Alter do Chão, PA), Flora Rodrigues (Recife, PE), Hyally Carvalho (Caicó, RN), Kimberly Silva (Laranjal do Jarí, AP), Marina Guião (Volta Redonda, RJ) e Tayna Silva (Belém, PA) foi “Qual Presente eu Deixo no Presente?”.

Com uma expectativa de atrair 6 mil pessoas, o LivMundi preparou oficinas para crianças, jovens e adultos, práticas de saúde e bem-estar, exposição de arte, performances artísticas, palestras e rodas de conversa. O objetivo é estimular a adoção de hábitos mais conscientes e convocar a sociedade para ações transformadoras. Para isso, estão programadas feira de moda, design e gastronomia (com produtos sustentáveis, com opções veganas e vegetarianas e foco em produção orgânica e local), trilhas guiadas por monitores do Parque Nacional da Tijuca, vivências de integração corpo e mente, meditação, yoga, rodas de conversa, oficinas infantis e para adultos (horta orgânica, compostagem, biojóias, minhocário, reciclagem, turbante para crianças pretas, empreendedorismo, música, pandeiro, charme, carimbó, upcycling, gênero e sexualidade), mutirão de plantio de mudas, observação de pássaros, mutirão de limpeza, e performance do Passinho Carioca.

Com tanta coisa programada, o JB em Folhas destaca moradores da região que participam do evento. No sábado, Luís Igreja (Horto) propõe “Onde está sua presença?”, uma vivência de integração entre corpo e mentes; e Henrique Rajão (também do Horto) fala sobre biofilia e observação de pássaros, em “Banhos de Floresta”. Na manhã de domingo, o “Banho de Floresta” é uma experiência sensorial de Helen Pomposelli (Jardim Botânico); enquanto Laila Zaid (Gávea) e Luciane Coutinho (Jardim Botânico) participam do diálogo “Educação transgressora”, às 11h. Ao meio-dia, Paula Gribel (Horto) fala sobre plantas medicinais na saúde do corpo e da mente.

O casarão do Parque Lage vai abrigar a exposição coletiva “Brasis Coexistentes”, com direção artística de Batman Zavareze e obras inéditas de jovens artistas de diferentes regiões do país: a gaúcha Anna Denardin, o paraense Amazônia, a mineira Fabiola Fonseca, a indígena natural do Rio de Janeiro Jaguatirika e a pernambucana Yane Mendes. A mostra mergulha nos Brasis expressos nas artes em defesa socioambiental.

Depois da Arena Dicró, na Penha, e do Parque Lage, o LivMundi aporta em Belém, no sábado 18/6, e, a partir do dia 25/6, invade o universo virtual, dando acesso a diversos encontros, com interpretação em Libras.

Todas as atividades do LivMundi 2022 são gratuitas e devem ser agendadas previamente no site do evento. As atrações presenciais têm número limitado de participantes (oficinas, debates, trilhas, etc.) e será feita por ordem de chegada. A inscrição é obrigatória, mas não garante a vaga na atração desejada – é necessário chegar com antecedência ao local das atividades. Para ser coerente com sua proposta, os resíduos do evento, inclusive os orgânicos, serão integralmente tratados e compostados.

LIVMUNDI – FESTIVAL DE VIDA SUSTENTÁVEL
Dias 11 e 12 de junho, das 9h às 20h
Parque Lage: Rua Jardim Botânico 414

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: