OS SANTOS DE CASA – E DE TODO DIA

Professor, historiador e escritor, Luiz Antonio Simas é também um mestre em carioquice, um especialista na cultura de rua da Cidade Maravilhosa. Com mais de 20 livros publicados, a cada obra ele destaca um tema diferente. Já falou de carnaval, botequim, futebol, terreiros e rodas de samba. Agora, em “Santos de casa – fé, crenças e festas de cada dia”, chegou a vez de destacar as entidades religiosas, tendo como fio condutor o catolicismo, que desembarcou por aqui com a colonização portuguesa.  Nas 216 páginas do livro, Simas apresenta um rico panorama histórico e cultural dos santos e santas da tradição católica, destacando os modos com que foram incorporados à cultura popular brasileira.

O autor abre espaço para discutir, e entender, não apenas como a igreja santificou as mulheres e os homens ao longo do tempo, mas, sobretudo, como o povo humanizou os santos nas invenções cotidianas da vida praticada na dimensão do encantamento do mundo. Assim, entram em cena festas, quermesses, crendices, benditos, ladainhas, cheiros, sabores, procissões, novenas, simpatias, ventos, fogueiras, encruzilhadas, presépios e outras expressões de paixão e fé do povo brasileiro.

Com um texto leve e objetivo, Simas vai levando o assunto como se estivesse trocando uma prosa numa mesa de bar, contando curiosidades de um cada dos 24 santos retratados no livro. Começa pela Virgem Maria e a profusão de títulos que ela recebe, como “Nossa Senhora do Bom Parto” para as grávidas; “Nossa Senhora do Alívio”, para amenizar dores físicas, e por aí vai, numa lista interminável para depois focar nos cultos às nossas senhoras Aparecida, de Nazaré, da Penha e do Rosário, mostrando um pouco da devoção do povo por cada uma delas.  A obra segue falando, entre outros, de São Pedro, Cosme Damião, Santa Barbara, São Longuinho (o achador de objetos perdidos), Expedito (o santo das causas urgentes) e, claro que não poderia faltar, São Jorge, o guerreiro. Cada um com uma história melhor que a outra. Vai na fé e devore o livro, com a benção dos santos.

O autor

Primeiro carioca de uma família nordestina, o historiador Luiz Antônio Simas estuda a cultura de rua do Brasil. Ele é também compositor, tuiteiro, podcaster e pensador que influencia a cultura popular contemporânea. Em 2014, recebeu da Câmara Municipal o conjunto de medalhas da comenda Pedro Ernesto, por serviços prestados à cultura do Rio de Janeiro, e seu livro “O corpo encantado das ruas foi um dos finalistas do prêmio Jabuti. De uns tempos para cá, é figura fácil em vários movimentos culturais, seja em disco de Marcelo D2, seja no documentário “Fevereiros”, sobre Maria Bethânia, ou nos novos trabalhos das cantoras Fabiana Cozza e Jéssica Ellen. Ao resumir sua obra, Simas segue o tema do último livro: “Meu trabalho vive numa encruzilhada entre história, literatura, canção popular e poesia”.

Santos de casa – fé, crenças e festas de cada dia
Luiz Antonio Simas
Editora Bazar do Tempo
216 páginas
Preço: R$ 72

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: